7 exercícios para um treino em dupla com os amigos

Treino

Gostei

O caminho do atleta não precisa ser solitário — e não estamos falando do seu profissional de educação física. O treino em dupla, na companhia de um parceiro com nível técnico similar e tão comprometido quanto você, pode te instigar para atingir o seu melhor desempenho.

E sabe o que é melhor? Fazer exercícios em dupla pode ser muito divertido. Nos dias de maior desânimo ou tédio, conte com seu parceiro de treino para mantê-lo em ritmo de vitória.

Separamos 7 exercícios para fazer em dupla:

1. Agachamento com rotação com medicine ball

Na versão individual deste exercício, você deve se agachar, de preferência com uma perna à frente, em 90 graus, e outra estendida para trás. Deve, então, segurar a medicine ball com as duas mãos, à frente do peito, e movê-la para os dois lados do corpo em um movimento contínuo.

Agora vamos adicionar um pouco de brincadeira ao exercício. Você e seu parceiro de treino devem ficar agachados de costas um para o outro. Podem colocar as pernas uma à frente da outra, como na versão clássica, ou fazer um agachamento normal, o que pode ser mais conveniente neste caso, pois vocês irão utilizar a mesma medicine ball e transferi-la de mão em mão.

Entregue a medicine ball para o seu parceiro pelo lado direito, e ele irá entregá-la de volta para você pelo lado oposto. A bola irá girar 360 graus completos a cada repetição.

Cuidado para não deixar a bola cair, hein?!

2. Combine flexões com agachamentos

Este exercício é a verdadeira definição de trabalho de equipe. Um de vocês fará a flexão de braço, enquanto o outro fará o agachamento. Ao longo da prática, vocês irão se ajudar mutuamente.

Vamos supor que você irá fazer as flexões primeiro. Apóie as duas mãos no chão e fique na posição para a flexão de braço. O parceiro deve segurar os seus tornozelos com as duas mãos. Agora, sincronizem o movimento: enquanto você abaixa na flexão, ele abaixa no agachamento. Enquanto você estica os braços, ele estica as pernas, e assim por diante.

Depois, troquem de função! Se vocês estiverem em boa forma, aproveitem para fazer várias repetições.

3. Tente a prancha com palmas

A prancha é um exercício bastante completo para o corpo, pois trabalha todos os membros e ajuda a fortalecer o core. Agora, vamos trazer um pouco de dinâmica para a prática e, de quebra, se divertir com uma brincadeira de criança para atletas.

Você e seu parceiro de treino devem entrar na prancha com os braços estendidos, um de frente para o outro. De frente mesmo, face a face, bem pertinho! Agora, batam palmas alternadas: com a mão esquerda, bata na palma direita do seu parceiro. Depois, com a mão direita, bata na palma esquerda do seu parceiro. Continuem de forma contínua, como se estivessem comemorando o bom desempenho no treino.

4. Desafiem o equilíbrio com prancha lateral com rotação e palmas

Para dar conta de fazer este exercício sem cair ou desistir nos primeiros movimentos, é necessário manter o foco. Lado a lado, você e seu parceiro devem entrar na posição de prancha com os braços estendidos. Os braços devem estar alinhados e bem próximos. O seu braço direito, por exemplo, deve estar ao lado do braço esquerdo do parceiro de treino.

Respirem fundo, concentrem e vamos lá: levantem os braços que estão mais afastados do chão. Ou seja, você levanta o esquerdo e seu parceiro levanta o direito. Agora batam palmas, primeiro embaixo do corpo e, em seguida, em cima — a sua palma esquerda deve encontrar a palma direita do seu parceiro. Os braços farão rotações de 180, para cima e para baixo, batendo palmas de forma contínua.

E aí, conseguiram?

5. Prancha estática com pulos por cima

Agora, vamos brincar de gincana! A prancha estática com pulos por cima é um exercício agradável e divertido, feito para suar bastante. Um dos parceiros da dupla deve entrar na posição de prancha e ficar nela pelo tempo combinado. Enquanto isso, o outro deve dar saltos laterais, pulando sobre as pernas do amigo.

Depois, invertam as posições. Tomem cuidado para que um não caia sobre o outro!

6. Flexão invertida com isometria

Este exercício em dupla não é dos mais fáceis, mas é muito eficiente para tornar o treino mais desafiador e ajudar a obter resultados. Vamos começar pelo parceiro que fará a isometria em 90 graus: basta encostar as costas em uma parede e levar os quadris para baixo, entrando na posição de agachamento. É preciso firmar bem o abdômen e segurar a posição enquanto o parceiro faz a flexão invertida.

De costas para o parceiro que está em isometria, coloque as mãos sobre os joelhos dele e estique as pernas, com os quadris mais próximos do chão. Agora, faça movimentos de subida e descida com o tronco, os quadris e as pernas, trabalhando bastante os braços.

7. Eleve o seu treino com flexões declinadas

Você e seu parceiro de treino estão em plena forma e prontos para fechar o treino com chave de ouro? Façam, então, as flexões declinadas. Funciona assim: um de vocês deve ficar em pé, enquanto o outro irá entrar na posição de flexão. Juntos, devem formar um ângulo de 90 graus.

O parceiro que está em pé deve segurar os tornozelos do outro com as duas mãos. Agora, começam os movimentos: quem está em pé faz elevações com os pés, tirando os calcanhares do chão, no mesmo ritmo das flexões de braço do companheiro. Continuem de forma contínua e depois invertam as posições.

Pronto para atingir resultados em conjunto em um super treino em dupla? Aproveite a motivação compartilhada para executar os movimentos com calma e perfeição. E lembre-se, sempre, de que toda a atividade deve ser supervisionada e aprovada por um profissional de educação física.

E, depois da prática, que tal preparar uma refeição nutritiva e saborosa também em dupla? Assim, você e seu parceiro atingem duas metas de uma vez!

  • A URL foi salva no seu clipboard.
  • Iogurte líquido 15g sabor Morango

    YoPRO é uma opção prática e gostosa de consumir proteínas​